Pyro (St. John Allerdyce) (Terra-616) Batalhas Galeria Armas Frases
Pyro
Pyro (Terra-616) de Carrascos Vol 1 9 0001.jpg
Galeria

Nome Real

St. John Allerdyce

Codinome(s)

Pyro

Primeira Aparição

Fabulosos X-Men Vol 1 141 (janeiro, 1981)

Apelidos


Familiares

Vô com nome não revelado

Nome Original

Pyro

Criadores


Características

Espécie

mutante

Olhos

azul

Cabelos

loiro

Gênero

masculino

Altura

1,81 m

Peso

68 kg

Acessórios ou Características Adicionais

Meia caveira tatuada no rosto.


Status

Identidade

secreta

Cidadania

krakoana, australiana

Status Atual

solteiro

Ocupação

Aventureiro; ex-criminoso profissional, agente do governo, terrorista, guarda-costas, romancista, jornalista

Educação

Educação de nível universitário


Origem

Universo

Terra-616

Local de Nascimento

Sidney, Austrália


HISTÓRIA[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

Natural da Austrália, St. John Allerdyce teve consciencia de seu poder durante a puberdade mas, por anos, não usou seus poderes, exceto em emergências. Se formou em jornalismo, cobrindo histórias no Vietnã e na Indonésia, dentre outros. Isso o inspirou a escrever uma série de romances dramáticos e alguns erótico-góticos. Desprezado por críticos sérios, ele obteve um certo sucesso no underground dos países de língua inglesa.

Irmandade de Mutantes (II)[editar | editar código-fonte]

Conheceu Mística que ensinou um pouco melhor como utilizar seus poderes. Para retribuir, ingressou numa nova versão da Irmandade de Mutantes, na qual a primeira missão do grupo era assassinar o candidato a presidência Robert Kelly um político anti-mutante.

Os X-Men impedem a Irmandade. O que ele não sabe é que se tivessem matado Kelly, uma onda de terror anti-mutante assolaria o país, gerando lei de controle mutante que resultaria num futuro negro de muitas mortes para os mutantes.

Um dos seus maiores feitos foi, com ajuda de seu parceiro Avalanche, ferir gravemente Colossus, aquecendo o metal de seu corpo a níveis elevadíssimos.

Força Federal/Vigilantes da Liberdade[editar | editar código-fonte]

Assim como os outros componentes da Irmandade, John migrou para a equipe mutante do governo chamada Força da Federal. Mudança essa resultante do acordo feito por Mística e Val. Cooper, que a convenceu de dar indulto pelos crimes cometidos por sua equipe ao vincular a Irmandade ao Governo Americano. Nesta fase, executou várias missões ordenadas pelo Governo, e se saíram muito bem em suas primeiras missões. Como a prisão de Magneto, de Rusty Collins e até mesmo dos Vingadores, que estavam sendo investigados por traição.

A Força Federal foi convocada para enfrentar os carniceiros na Ilha Muir, e lá Legião se diverte atrapalhando as duas equipes, como quando apagou o fogo de Pyro, que nada entendeu. A batalha na Ilha Muir resultou na morte dos integrantes Muralha e Sina.

Mas o pior ainda estava por vir, a equipe terminou após uma desastrosa missão no Oriente Médio que teve a baixa de muitos membros, alguns mortos, outros gravemente feridos e Blob e Pyro foram abandonados e presos pelo governo iraquiano.

Irmandade de Mutantes (III)[editar | editar código-fonte]

Blob e Pyro são soltos da prisão por Groxo que os convidou para pertencer a sua Irmandade.

A Irmandade de Groxo se associou com os Morlocks para derrotar a X-Force mas foram derrotados. Eles também enfrentaram o X-Factor, o Falcão de Aço, o Homem-Aranha e o Sonâmbulo. Sempre fracassando de maneira vergonhosa.

Outro momento vexaminoso da equipe foi quando Exodus convocou uma série de mutantes para viver em Avalon, o novo santuário de Magneto, e apenas Fantasia foi considerada digna. Todos os outros membros foram rejeitados. Pyro poderia ser digno de ser convocado mas disseram-lhe que ele desperdiçava seu potencial.

Vírus Legado[editar | editar código-fonte]

John perde seus o controle de seus poderes por causa do Vírus legado, ficando extremamente doente, seu corpo fica em chamas, causa explosões e incêndios por onde passa além de sentir uma dor constante.

Pyro foi um dos primeiros mutantes infectado pelo Vírus Legado e, doente, perde seus o controle de seus poderes. Seu corpo ficou em chamas, causando explosões e incêndios por onde passava além de sentir uma dor constante. Foi então levado ao Hospital Nossa Senhora da Mercê, onde foi pedido à Dr. Cecília Reyes que o tratasse. Cecília fez o melhor que pôde para salvá-lo, utilizando inconsciente e secretamente seu campo de força Mutante para que não se queimasse nas chamas descontroladas que Pyro emitia.

Entretanto, Pyro mais tarde convenceu Cecilia a afrouxar suas cintas, escapando do hospital. A fuga de Pyro, que corria em chamas em direção ao Oeste, procurando ajuda de Charles Xavier, que foi captada pelo Cérebro. Percebendo que sua morte estava próxima, John se arrepende de sua vida criminosa e passa a ficar sob os cuidados da SHIELD.

Morte[editar | editar código-fonte]

Uma nova tentativa de matar o candidato a presidência Robert Kelly é tramada por uma nova formação da Irmandade de mutantes 4 anos depois do primeiro atentado. John, que não faz mais parte do grupo e à beira da morte, impede Post de assassina-lo. John agonizado convence Robert Kelly de parar com toda essa guerra. Morre com a certeza de que cumpriu seu dever. Porém infelizmente Kelly é assassinado num terceiro atentado dias depois. A morte de Pyro, de nada valeu para o futuro dos mutantes.

Necrosha[editar | editar código-fonte]

Pyro foi ressuscitado por Selene e se juntou ao seu exército de mutantes revividos durante Necrosha.

Pyro tatuando um caveira em seu rosto.

Dawn of X[editar | editar código-fonte]

Quando os X-Men se mudaram para Krakoa, começaram a experimentar a ressurreição. Pyro foi um dos primeiros a voltar à vida. Quando ele descobriu que era apenas um porquinho-da-índia, ele planejou escapar em um barco e causar problemas. Ele foi convocado para os novos Carrascos por Tempestade, embora tenha recebido ordens para não matar seus oponentes. Ele então ajudou os Carrascos a defenderem um portal para Krakoa de um grupo de terroristas russos, unindo-se a Lockheed para derrotar os atacantes. A equipe acabou se encontrando com Bishop em Taipei, onde ele rapidamente os informou sobre o assassinato de Xavier em Krakoa. Kate Pryde então levou os Carrascos para uma loja de tatuagem nas proximidades, onde ela conseguiu uma série de tatuagens nas articulações marcadas com as palavras "Hold Fast". Pyro, no entanto, levou as coisas muito a sério e tatuou uma grande caveira preta em todo o rosto.

PODERES E HABILIDADES[editar | editar código-fonte]

Poderes[editar | editar código-fonte]

  • Pirocinesia: Controle do fogo
    • Pode criar criaturas de fogo, e essas criaturas podem se tornar densas o suficiente para socar e segurar objetos.
    • Pode aquecer o ambiente ao ponto de derreter balas antes que o atinja
  • Invulnerabilidade ao Fogo: Através de seu traje isolante.

Habilidades[editar | editar código-fonte]

Pyro foi um jornalista e um romancista.

Fraquezas[editar | editar código-fonte]

  • Não pode gerar fogo, precisando ao menos de uma fagulha.
  • Não é imune ao próprio fogo, porém tem um bom controle para não se queimar.

Nível de Força[editar | editar código-fonte]

Homem humano normal com pouco exercício regular.

PERSONALIDADE E APARÊNCIA[editar | editar código-fonte]

Personalidade[editar | editar código-fonte]

  • Refinado, afetado.

Aparência[editar | editar código-fonte]

  • Magro.
  • Cabelos loiros.

NOTAS[editar | editar código-fonte]

LINKS[editar | editar código-fonte]

REFERÊNCIAS[editar | editar código-fonte]

Notas de Rodapé[editar | editar código-fonte]

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.