FANDOM


Professor X (Charles Francis Xavier) (Terra-616) Batalhas Galeria Armas Frases
Charles Xavier
Powers of X Vol 1 4 Textless
Galeria

Nome Real

Dr. Charlie Francis Xavier

Codinome(s)

X, Professor X, Prisioneiro M-13, Massacre, Mummudrai, Fênix Careca,

Primeira Aparição

Fabulosos X-Men Vol 1 1 (setembro, 1963)

Apelidos

Telepata Mahatma Gandhi da Causa Mutante, Chuck (por Logan), Charlie, Charley, Charli

Familiares

Família Marko
Família Xavier

Nome Original

Professor X
X
Charles Xavier

Criadores


Características

Espécie

mutante

Olhos

azúis

Cabelos

Preto (anteriormente loiro e calvo no corpo original)

Gênero

masculino

Altura

1,83 m

Peso

86 kg

Acessórios ou Características Adicionais



Status

Identidade

pública

Cidadania

krakoana, americana

Status Atual

divorciado (casamento anulado)

Ocupação

Líder mutante, ativista de direitos mutantes, geneticista, professor, aventureiro, herdeiro, ex-diretor, soldado (Exército dos EUA)

Educação

Ph.D.s em Genética, Biofísica, Psicologia, Antropologia e Psiquiatria na Universidade de Oxford e Universidade de Columbia. Estudos de graduação foram realizados na Universidade de Harvard, onde se formou com honras aos 16 anos.


Origem

Universo

Terra-616

Local de Nascimento

Cidade Nova Iorque, Nova Iorque



HISTÓRIAEditar

InfânciaEditar

Antes mesmo de nascer, quando ainda estava sendo gerado no útero de Sharon Xavier, Charles teve que enfrentar um Mummundrai - parasitas sem corpo que tentam consumir o feto – e Xavier instintivamente o detém psionicamente em seu primeiro ato consciente.

Seu pai, Brian Xavier, um renomado cientista e sua mãe pertenciam a uma família aristocrática tradicional. Ainda era uma criança quando seu milionário pai morre em circunstâncias suspeitas vítima de um acidente de trabalho em Alamogordo. A mãe, viúva, se casa com Kurt Marko, companheiro de trabalho do marido morto. Com essa união, Cain Marko passa a ser seu irmão.

Xavier se torna amigo de Carter Ryking (o Hazard), cujo pai também trabalhava em Alamogordo. As duas crianças foram submetidas a testes pelo Dr. Milbury, que nada mais era que o Sr. Sinistro que já sabiam que as duas crianças eram mutantes.

Começa a ter crises de dor de cabeça quando as manifestações de seu poder começam a aparecer, sentiu sua mente recebendo pensamentos de milhões de pessoas de todo o mundo simultaneamente. Isso era mais do que ele poderia suportar, e o jovem Xavier foi forçado a aprender a bloquear seus poderes mentais para não enlouquecer. Seu padrasto espancava sua mãe constantemente e, muitas vezes, fazia o mesmo com Cain e Charles. Anos depois sua mãe veio a falecer.

Com o passar dos anos e a evolução de seus dons mutantes, o jovem Charles passa a ter queda de seus cabelos como efeito colateral de seus poderes, descobriu que Kurt forjou o acidente que matou seu pai e que casou com sua mãe apenas pela fortuna. No momento da morte de Kurt Marko, o padrasto pede perdão a Charles. Cain redobra o ódio por Charles por culpá-lo pela morte do pai. Ainda bastante jovem Xavier já se encontrava totalmente calvo.

Guerra da CoreiaEditar

Professor X (Charles Xavier) (Terra-616) and Moira Kinross (Terra-616)

Xavier e Moira apaixonados jovens.

Xavier foi abordado por Moira Kinross durante uma feira em Oxford, perguntando por que ele estava sorrindo. Ele simplesmente respondeu que, recentemente, ele teve o "sonho mais maravilhoso", referindo-se aos seus ideais de convivência pacífica entre humanos e mutantes. Charles questionou Moira se eles já haviam se conhecido antes, ao que Moira respondeu pedindo que ele lesse sua mente, mostrando-lhe todas as vidas que ela já havia vivido, uma consequência de seus poderes mutantes. O Professor X ficou completamente arrasado com a experiência, impressionado com a revelação de que, não importa o que acontecesse, a espécie mutante sempre perdia. Em seu décimo e provisório último ciclo de vida, tudo o que ela sempre quis foi que o Professor X e Magneto trabalhassem juntos, evitando que os mutantes sempre perdessem, como ela via em suas linhas do tempo passadas.

Viveram uma forte paixão durante anos e pretendiam-se casar, até que foi recrutado pro exército e participou da Guerra da Coreia . Durante a guerra, Charles sofre ao captar tanta dor e desespero com sua telepatia, aprendendo assim a gerar fortes defesas mentais para bloquear os pensamentos a sua volta. Seu meio-irmão Cain também tinha sido convocado, Cain foi atraído por uma caverna em Camboja pelo chamado do demônio Cyttorak, se afastando de sua tropa, Charles havia ido atrás, mas não consegue impedi-lo. O cristal transforma seu irmão em Fanático.

Na verdade, o cristal queria atrair Charles Xavier e sua poderosa mente e não Cain. A caverna desmorona em Cain, Xavier não o resgata achando que estava morto. Quando estava no hospital se recuperando de uns ferimentos de batalha, recebeu uma carta de Moira desmanchando o noivado pois tinha retornado a um antigo namorado, Joe Mactaggert. Moira alegou que precisava de alguém como ela. No fundo, Charles se questiona se ela não estava se referindo ao fato dele ser mutante.

Longa Viagem Pelo Mediterrâneo Editar

Abalado com o fim do namoro, viajou o mediterrâneo até chegar à Ilha de Kirinos onde se recuperou da dor da perda. Tempos depois continuou sua viagem solitária indo para o Cairo. Lá Ororo Munroe, tentou roubar-lhe a carteira. Ao usar seus poderes mentais na menina, foi interceptado mentalmente por Amahl Farouk, líder dos ladrões do Cairo, que o desafiou a um duelo mental. Xavier o derrota, prendendo sua mente no plano astral. Foi o primeiro vilão mutante que encontrou. A partir dali descobriu que o objetivo principal de sua vida era fazer com que humanos e mutantes convivessem pacificamente e proteger o mundo de pessoas como Farouk. Em Israel, passa a trabalhar numa clínica psiquiátrica, foi apresentado pelo Psiquiatra Dan Shomrom à Eric Magnus, um voluntário na recuperação dos sobreviventes dos campos de concentração alemães. logo se tornam grandes amigos, pois havia uma identificação grande entre eles e seus ideais mas, a vida sofrida de Eric faz com que ele ache impossível a coexistência pacifica entre humanos e mutantes, e nisso Charles discorda. Além de Magnus, Charles conhece Gabrielle Haller, uma menina em estado catatônico causado pelos traumas da guerra. Ele, ao usar secretamente seus poderes mentais, consegue livrar a garota da catatonia, a amizade com a garota com o tempo se torna um romance, romance esse manipulado mentalmente pelo ainda desolado Xavier. Gabrielle fica grávida sem Charles saber, e tem David Haller.

ParalíticoEditar

Depois, atravessou Tibete, onde lutou em uma caverna com um alienígena chamado Lúcifer, que o deixou paralítico esmagando suas pernas com uma rocha. Xavier pediu ajuda mentalmente a uma jovem chamada Tessa e a guiou até as profundezas deste local, onde ela o encontrou e a ajudou. Xavier imediatamente sentiu que a garota era uma mutante como ele e explicou para ela o que isso significava. Durante sua jornada pelas montanhas em busca de um hospital, a jovem Tessa e o ferido Xavier conhecem Sebastian Shaw.

Foi levado para um hospital na Índia onde passou a fazer fisioterapia para suas pernas. Se apaixonou pela enfermeira norte-americana Amélia Voght, também mutante e passaram a morar juntos. Obcecado com a ideia de ajudar os mutantes, começou os primeiros projetos para a criação do Cérebro, computador criado para ampliar a telepatia com intuito de detectar mutantes. Quando finalmente voltaram aos os Estados Unidos, defendeu sua tese se tornando Doutor em genética avançada.

Utilizou a mansão de seu padrasto para morar e formar uma escola para mutantes desenvolverem seus poderes. Porém, Amélia era contra a criação de um grupo mutante e, durante suas discussões, ela resolve terminar o namoro. Desesperado, Charles tenta forçar telepaticamente que aceite seu ponto de vista, porém se conteve a tempo. Amélia, ao perceber o que Charles tentou fazer, parte indignada. A partir daí Xavier percebe a importância de não interferir nos pensamentos alheios. Passa a respeitar a privacidade e a liberdade de pensamento. Ato louvável para alguém com potencial tão grande para manipulação mental.

Criação dos X-MenEditar

Forma os X-Men com seus 5 primeiros jovens estudantes: O primeiro a ser convocado foi Scott Summers, O mais novo era Bobby Drake, Warren Worthington, o mais velho de todos, Hank McCoy e Jean Grey, uma jovem que apesar de ter sido sua primeira estudante foi a última a ser convocada como X-Men. Com o grupo formado sua primeira missão foi enfrentar o antigo aliado de Xavier, Magneto, que estava atacando a base americana de Cabo Cidadela.

Por obra do destino, além de Magneto, que tinha recrutado também uma equipe de mutantes, a Irmandade de Mutantes, os X-Men acabaram enfrentando outros de seus antigos desafetos como Lúcifer e Fanático, este último deixando seus alunos bem feridos. Isso fez com que Charles se questionasse se o que estava fazendo com esses jovens era mesmo o certo a fazer.

O grupo era mantido de forma sigilosa, a humanidade não tinha conhecimento da raça mutante e Xavier, apesar de respeitar a mente alheia, muitas vezes apagava a memória relativa ao conhecimento do grupo quando alguém que representasse perigo descobria. Aos poucos Charles abandona essa tática pois além de não ser ética era cada vez mais inevitável que chegasse aos conhecimentos da humanidade.

Xavier descobriu que a Terra seria alvo de uma invasão dos alienígenas Z’Noxx, ele trocou de lugar com o vilão arrependido Morfo que assumiu o seu papel enquanto se escondia no subsolo da mansão com a finalidade de se isolar e preparar uma defesa para a Terra sem intromissões. A única que sabia dessa troca era Jean Grey. Mas Morfo foi morto durante uma batalha e Jean teve que manter o segredo fazendo todos acreditarem na morte do Professor. Quando os Z´noxx resolveram atacar a Terra, finalmente o Professor Xavier se revelou.

Quando os X-Men foram capturados pela ilha mutante Krakoa, Xavier convoca os mutantes treinados por Moira Mactargget para resgatá-los. Mas a equipe toda é dada como morta na missão. Xavier e Moira escondem o acontecido de todos inclusive de que um dos integrantes era Gabriel Summers, irmão de Destrutor e Ciclope. Xavier então convoca uma nova equipe de mutantes que ele acompanhava, composta de mutantes de várias partes do mundo. Esta equipe que, continha Wolverine, Colossus, Tempestade, Noturno, Solaris, Pássaro Trovejante e Banshee, conseguem derrotar Krakoa e resgatar os X-Men originais.

Xavier começa a ter pesadelos e visões sombrias sobre galaxias muito distantes e seres espaciais em guerra. Era a princesa dos Shi'ar conhecida como Lilandra Neramani tentando entrar em contato com ele. Até que um dia ela se materializa para ele e diz que, mesmo sem conhecê-lo, existe um vínculo psíquico entre eles desde o dia que Xavier uniu a mente de todos os habitantes da Terra para evitar o ataque Z’Noxx. Os dois se apaixonam, o amor deles transcendia qualquer distancia.

Acreditando que seus X-Men estavam mortos numa aventura no espaço, Charles reuniu um grupo de mutantes adolescentes e formou os Novos Mutantes.

Voltando a AndarEditar

Foi infectado pela Ninhada, e para impedir que ele fosse permanentemente dominado pela raça alienígena, foi enviado para a galáxia Shi'ar. A imperatriz Lilandra Neramani ordenou que Sikorsky e a Dra. Moira MacTaggert realizassem todos os esforços para salvar a mente de Xavier que ainda vivia num corpo da Ninhada. Assim, foi criado um clone mais novo, e sua mente foi transferida para o novo corpo. Dessa forma o mentor dos X-Men e Novos Mutantes foi salvo, e seu novo corpo guardava uma surpresa, ele podia andar. A partir de então, passou a ser mais atuante na equipe, participando das missões em campo.

Professor X (Charles Xavier) (Terra-616) and Legião (David Haller) (Terra-616)

Xavier conhecendo seu filho, David Haller.

Charles descobre que tem um filho, porém não teve muita facilidade de tratá-lo como tal. David Charles Haller, ou Legião, sofria de múltiplas personalidades. O jovem entra no difícil processo de reintegração de sua personalidade e de cura de todos seus transtornos psicológicos. Professor promete nunca mais abandoná-lo, porém não cumpre a promessa.

No EspaçoEditar

Professor X (Charles Xavier) (Terra-616) in the Space

Xavier deixa Magneto como diretor do Instituto Xavier Para Jovens Superdotados.

Ao ser ferido gravemente, Lilandra e os Piratas Siderais o levam para o espaço para ser curado por Sikorsky e, devido a um romance com Lilandra e por acreditar que era mais necessário em Shiar do que na Terra, Charles permaneceu por um longo tempo ausente, ao lado dos Piratas Siderais na luta para recuperar o trono do império Shi'ar que Lilandra perdeu. Nesse período a escola ficou sob a direção de um regenerado Magneto. Essa foi uma época negra para os mutantes. Sem o professor, os X-Men e os Novos Mutantes passaram por muitas dificuldades e algumas mortes.

Professor X (Charles Xavier) (Terra-616) as a Phoenix

Xavier com a Fênix.

Poucas notícias se tem de Xavier neste longo período que passou no espaço, mas em um curto período Xavier chegou inclusive a ter uma parcelo dos poderes da Força Fênix. Até que os X-Men o reencontram ao salvar o império Shi'ar de uma invasão Skrull.

De Volta A Cadeira de RodasEditar

Os X-Men revelaram ao Professor que a Terra estava sendo dominada pelo Rei das Sombras, que havia se apossado do corpo de Legião. Assim, Charles retornou ao planeta com os X-Men e com a ajuda do X-Factor enfrentaram todos a terrível ameaça. Em um dramático combate no plano astral, a coluna do professor foi fraturada pelo Rei das Sombras e ele voltou a ficar paralítico, mas o sacrifício salvou a todos da ameaça. Com o retorno de Charles Xavier na liderança, os X-Men se fortaleceram novamente e foi dividido em duas equipes: A equipe azul e a dourada.

Professor X (Charles Xavier) (Terra-616) and The X-Factor

De volta a cadeira de rodas.

MassacreEditar

Vários confrontos com Magneto se seguiram, até que Charles resolveu dar um fim definitivo ao ciclo e atacou a mente de Magneto eliminando sua consciência.

Esse ato teve sérias consequências na mente de Xavier: Causou o surgimento de um lado negro do professor. Essa personalidade maligna se intitulou Massacre e causou muita destruição, só sendo detido com a separação física de Xavier e o sacrifício dos Vingadores, Quarteto Fantástico e outros heróis. Querendo se redimir, Xavier se entregou à Val. Cooper pesquisar sobre o Massacre mas sua custódia foi transferida à Bastion e sua Operação Tolerância Zero (OTZ) fazendo-o ter um tratamento bem diferente do que imaginou. Enquanto estava encarcerado, os bancos de dados dos X-Men foram roubados pela OTZ. Xavier é resgatado pelos X-Men.

Para espanto de todos, Xavier revela em rede nacional, que é um mutante e que a Escola Xavier é dedicada a treinar mutantes.

Novos X-MenEditar

O que ninguém sabia era que estava possuído pela sua mummundrai que enfrentou ainda no útero, que se auto-denomina Cassandra Nova. De posse da mente mais poderosa do planeta, Cassandra parte para o espaço com o audacioso plano de dominar o Imperio Shi'ar e retornar com o Guarda Imperial para destruir todos os mutantes da Terra. Enquanto isso a mente de Xavier estava presa no corpo de Cassandra que ela mesmo gerou uma coleção de doenças degenerativas para matá-lo em questão de dias. Antes que o corpo morresse, Jean distribuiu a mente de Charles em todos os mutantes da Terra com a ajuda de Cérebro. Cassandra, ao usar a cérebra para matar os mutantes, tem a surpresa: é bombardeada com a mente de Xavier que toma seu corpo de volta e agora podendo andar pois o recém alistado Xorn “cura” Xavier – na verdade, ele usou nano-robôs para sustentar a coluna dele. Quando Xorn revela ser Magneto que se passava por Xorn se passando por Magneto, ele desativa os nano-robôs e Charles mais uma vez está incapacitado de andar; “Xorneto” assassina Jean Grey e em seguida é de captado por Wolverine.

GenoshaEditar

Charles Xavier abandonou sua escola e deixou Ciclope como diretor. Passou a morar na nação mutante Genosha ao lado de seu amigo Magneto e de outros aliados com objetivo de reerguer a nação.

Até que Feiticeira Escarlate enlouqueceu e enfrentou todos os Vingadores acabando com a equipe e matando alguns dos integrantes. Seu pai, Magneto, ao descobrir o que estava acontecendo a resgata e leva para Genosha para ser tratada por Charles Xavier. Porém Wanda faz Xavier desaparecer.

Segredos ReveladosEditar

Xavier só retorna quando descobre que seus alunos estavam em grande risco ao enfrentar Perigo, a sala de perigo que se rebelou. Os X-Men descobrem que Xavier sempre soube que a sala era uma entidade viva, mas que ignorou e a explorou com seu objetivo de treinar seus alunos mutantes. Essa exploração a um ser vivo não foi bem vista pelos alunos. Onde muitos se decepcionaram com ele, principalmente Ciclope.

Após os eventos de Dinastia M, Xavier perde seus poderes e, como efeito colateral, recobra o uso das pernas. Em seguida, Um outro grande segredo é revelado. É descoberto pelos X-Men que uma outra equipe de X-Men foi enviada para Krakoa e morta ao tentar salvar a equipe original, e na equipe estava, inclusive, Gabriel Summmers (O Vulcano), o terceiro irmão de Scott que Xavier simplesmente apagou de sua memória.

Esses dois segredos descobertos mostra que Xavier não é uma pessoa transparente e justa como sempre acharam. E que é capaz de manter uma grande farsa a qualquer preço para sustentar seus sonhos. Ciclope, o novo diretor do Instituto, indignado, simplesmente o expulsa da Mansão o homem que morou sua vida inteira lá.

Um de seus segredos ainda não descobertos é a sua participação nos Illuminati que, entre outros feitos enviou o Hulk para o espaço.

Xavier seleciona alguns X-Men que ainda estavam ao seu lado e juntos vão a uma longa missão no espaço para tentar deter Vulcano. Vulcano tenta matar o Professor arremessando-o dentro do Cristal M'Kraan, Darwin o resgata de dentro do cristal. teve como efeito colateral o retorno dos seus poderes. Quando Hulk volta para a Terra, mais forte e mais furioso do que jamais esteve, prometeu se vingar de todos os integrantes do Illuminati. Quando chegou a vez de Xavier, todas as equipes X vieram defendê-lo e mesmo assim não foi o bastante, Hulk derrotou todas as equipes de mutantes só não matou Xavier pois viu que a morte seria uma bênção; continuar vivo, depois de tantas mentiras e mortes que seu sonho causou, é seu maior castigo.

LegadoEditar

Professor quase morre após ser atingido por um tiro de Bishop na cabeça destinado a Cable, é resgatado pelos Acólitos e fica em coma por dias. Sendo salvo por Exodus, e recuperado do coma pela Sentinela Ômega e por Magneto.

Agora várias partes de sua memória estão perdidas. Sem a ajuda dos seus X-Men, ele está avido para desobrir seu lugar na nova realidade mutante.

Em busca de suas memórias perdidas, encara sua conturbada infância, com a ajuda das lembranças de seu amigo da época, Carter Ryking, que se encontra num hospital psiquiátrico- lembra dos testes a que fora submetido pelo Dr. Milbury e percebe que era que o Senhor Sinistro desde o início. Gambit o salva de uns assassinos que pretendiam matar Xavier. Inicialmente Xavier não o reconhece, mas logo as memórias do antigo x-man inundam sua mente. Xavier consegue impedir o Sr. Sinistro de renascer em seu corpo, e agora retorna a buscar a lacunas de seu passado perdido.

Seu próximo passo foi reencontrar Scott Summers, seu primeiro x-man que anda decepcionado com ele. Depois de ouvir que formou um exército para lutar sua guerra, Xavier responde que os inimigos teriam surgido da mesma forma e seu treinamento os manteve vivos mas teve que reconhecer como a arrogância de se achar no direito de interferir nas mentes alheias sem permissão já o levou várias vezes ao erro. Em seguida, Emma Frost invade sua mente mostrando ainda mais seus erros do passado. Arrasado Xavier parte e cumprimenta Scott dizendo que deixou os X-Men em boas mãos.

A Volta dos IlluminatesEditar

Com a chegada da Fênix, Capitão América decidiu reunir novamente os Illuminates para discutir o destino da Terra . Com oiniciu da reunião , os Illuminates foram chegando , primeiro Capitão América e Homem de Ferro, juntos Tony comenta que Namor não chegara , mas Steve não da ouvidos e o contraria, após isto chegam Doutor Estranho , Sr. Fantástico e Professor X chegam. Todos começam a discutir sobre a Fenix , até que Tony diz que tudo era culpa de Xavier, por ter o criado, Xavier logo diz que todos o culpavam , pois ele via em suas mentes.

Chegada da FênixEditar

Ciclope ( 198 )Vingadores VS X-Men 1

Ciclope mata Xavier

Após a tentativa fracassada da volta dos Illuminates, os Vingadores bolaram um novo plano, com todos os telepatas dos X-Men espalhados pelo mundo era facil para eles arma uma emboscada, a única opção era pedir ajuda a Xavier que armou uma armailha para pegar Rachel Summers. Após o ultimo capitulo da saga Vingadores VS X-Men, Xavier morre assacinado por Ciclope que estava tomado pela Fênix Negra.

Sombras de um LuminarEditar

A morte de Charles causou uma onda de choque mental que fez com que o filho de Charles, Legião, perdesse o controle sobre seus poderes e gerasse uma nova persona que inicialmente assumiu a forma de uma criatura amarela semelhante a um duende e mais tarde a forma do próprio Charles Xavier. David também fez sua missão de defender o legado de seu pai. O espírito do Professor X foi visto mais tarde na dimensão Céu, juntamente com o espírito Noturno no momento em que Azazel invadiu o Heaven. Como parte de sua vontade e testamento, Xavier deixou sua Joia do Infinito para Fera, levando Fera a ser introduzido nos Illuminatis como substituto de Charles.

Após sua morte, o cérebro de Charles Xavier foi colhido por um clone da Caveira Vermelha, que tomou para si os vastos poderes psiônicos de Xavier. Um fragmento da psique de Xavier, que havia escapado do esfregar de suas memórias, ainda existia na mente do Caveira Vermelha, impedindo-o de liberar todo o potencial de seus poderes.

A persona Massacre Vermelho surgiu quando Magneto o matou em Genosha. Para derrotá-lo, a Feiticeira Escarlate e o Doutor Destino terminaram um feitiço para inverter o eixo do cérebro do Caveira e trazer um fragmento de Charles Xavier ainda presente no cérebro de Shmidt. O feitiço foi um sucesso, e o Caveira Vermelha foi inconsciente e revertido de sua forma do Massacre Vermelho. Antes que o Caveira pudesse acordar para revelar se Charles Xavier estava agora no controle ou não, como os X-Men queriam, os Vingadores decidiram ser cautelosos e levar o Caveira Vermelha para a Torre Stark.

Para ajudar a lançar um feitiço de reinversão, devido ao fato de o original também ter afetado acidentalmente heróis e vilões e os ter tornado seus opostos morais, Steve Rogers libertou o Caveira Vermelha, que se tornara o Caveira Branca em sua forma invertida. Dessa forma, parecia que o fragmento de Charles era a personalidade dominante. Depois que o feitiço de reinversão foi lançado, o Caveira Vermelho se tornou a persona dominante mais uma vez.

Meses depois, a Divisão de Unidade dos Vingadores finalmente pôs fim ao abuso do Caveira Vermelha dos dons de Charles. Depois de prender com sucesso o vilão, Vampira o levou para Fera, que realizou uma cirurgia no cérebro para remover os segmentos que pertenciam a Xavier. A pedido de Vampira, a Tocha Humana incinerou essas partes, para impedir que caíssem nas mãos erradas novamente e para finalmente colocar Xavier em descanso.

Um Homem Chamado XEditar

Uma parte do espírito de Charles foi coletada pelo Rei das Sombras e levada para o Plano Astral, onde Xavier foi forçado a participar de uma batalha sem fim contra seu terrível inimigo, usando seus poderes psíquicos como arsenal. Depois do que pareceu, ou poderia ter sido, mil anos no Plano Astral, Charles enganou o Rei das Sombras para atrair membros dos X-Men, esperando que a presença deles pudesse lhe dar a vantagem de pôr um fim ao confronto. Os X-Men finalmente derrotaram o Rei das Sombras e Fantomex doou seu corpo para a forma astral do Professor X enquanto sua mente permanecia no Plano Astral. Usando o corpo de Fantomex, Xavier construiu para si um novo corpo mais jovem. Além disso, ele decidiu simplesmente usar "X", acreditando que não parecia certo seguir seu nome verdadeiro ainda desde que ele renascera.

A derrota do Rei das Sombras desencadeou sua fonte de poder, Proteus. Os X-Men o seguiram até Fetters Hill, uma pequena vila da qual ele pretendia fundir o mundo real com o Plano Astral. Depois que Proteus lançou sementes em muitas cidades do mundo para transformá-las, X convenceu Psylocke a criar uma rede entre os telepatas do mundo e usar seu poder para reprimir a influência de Proteus. O Rei das Sombras havia plantado uma parte de si na mente de X, o que lhe permitiu tirar proveito da rede para escapar do Plano Astral para o mundo real. Depois que o Rei das Sombras derrotou os X-Men, X conseguiu se recuperar e trabalhou junto com Psylocke para criar uma rede psíquica mais profunda para destruir o monstro. X apagou as memórias de todos os X-Men envolvidos em seu retorno, exceto Psylocke, para que ela pudesse vigiá-lo, caso o Rei das Sombras não tivesse realmente saído de sua mente.

Dinastia XEditar

Vários meses depois, Xavier e Cifra viajaram para Krakoa, permitindo que o mutante onilíngue entrasse em contato com a verdadeira entidade da ilha. Cifra conversou profundamente com Krakoa, aprendendo sobre seu idioma (chamado "Krakoano") e parte de sua história. Charles então encarregou Cifra de construir um sistema de interface em Krakoa para permitir que os mutantes habitassem a ilha. Além disso, Cifra ajudou a criar quatro sistemas diferentes, envolvendo trânsito, monitoramento, defesa e observação. Com a ajuda de Sinistro e Forge, Xavier acabou refinando os estudos de Moira sobre a ressurreição, estabelecendo "os Cinco", um grupo de mutantes reunidos para ressuscitar todos os mutantes caídos.

Moira e Xavier encarregaram vários mutantes tecnopatas (como Cifra e Sábia) de criar um sistema chamado "Gigante" para monitorar os limites tecnológicos de Nimrod atingidos e/ou a tentativa de criação de um "Molde-Mãe": uma fábrica Sentinela adaptável e replicante que era autoconsciente e capaz de criar Moldes-Mestres. Xavier e Magneto acabariam encarregando os X-Men de destruir o Molde-Mãe e impedir a criação de Nimrod, um futuro caçador de mutantes na nona vida de Moira. Além disso, Charles Xavier comprou empresas farmacêuticas líderes mundiais com sua vasta riqueza para produzir três novos super medicamentos a partir de flores de Krakoa, oferecendo-os a todos os países que reconheceram formalmente Krakoa como uma nação. Essas drogas funcionavam como um antibiótico adaptativo, prolongavam a vida humana em cinco anos e evitavam "doenças mentais" humanas, respectivamente.

Xavier e Magneto encarregaram Emma Frost de supervisionar as relações comerciais internacionais de Krakoa. Como Rainha Branca da Corporação do Inferno e embaixadora principal de Krakoa, Xavier concedeu a Emma dois assentos no Conselho Silencioso, o primeiro órgão de governo de Krakoa, em troca de exportar as drogas milagrosas de Krakoa para o resto do mundo. Frost também conseguiu um terceiro assento no Conselho do Rei Negro Sebastian Shaw, a fim de garantir que ele lidaria com todos os conflitos externos no país.

Antes da primeira reunião do Conselho Silencioso de Krakoa, o Professor X e Magneto revelaram a Moira os membros do conselho. Moira ficou desconfiada por Emma Frost não ter nomeado seu assento extra no Conselho ainda, enquanto Mística teria ingressado no conselho se eles tivessem devolvido Sina à vida, mas Moira se opunha a ter mutantes precognitivos como Sina em Krakoa, pois eles acabariam revelando o segredo final de Moira: que, apesar de todos os seus esforços, durante dez vidas diferentes, eles sempre perderam. Moira entendeu que passara muito tempo sob os holofotes, trabalhando abertamente com Xavier, decidindo retornar às sombras, dando um passo para o lado. Para fazer isso, ela planejava fingir sua própria morte.

PODERES E HABILIDADESEditar

PoderesEditar

  • Telepatia:
    • Leitura Mental:
    • Projeção Mental
    • Indução/Manipulação Mental
    • Projetar-se ao Plano Astral
    • Ataque Psíquico:

HabilidadesEditar

  • Inteligência Genia: Phd em genética, biofísica e psicologia.
  • Línguas: Inglês e Alemão
  • Treinamento Militar:

Nível de ForçaEditar

Força de um homem normal, sua idade e tamanho, que exerce um exercício regular moderado, principalmente na parte superior do corpo.

FraquezasEditar

  • Lado Sombrio: Xavier mostrou ter um lado escuro, uma parte de si mesmo que ele luta para suprimir. Talvez a aparência mais notável disso fosse a Massacre da entidade, que era uma manifestação física desse lado sombrio. Além disso, Massacre foi criado no ato mais violento que Xavier alegou ter feito: Apagar a mente de Magneto. Uma vez que os X-Men lutaram com imagens da equipe original, que tinha sido criada pelo que Xavier disse que era seu "eu maligno ... quem usaria seus poderes para ganhar pessoal e conquista", o que ele disse que normalmente era capaz de manter Verifica.

APARÊNCIA E PERSONALIDADEEditar

AparênciaEditar

(antes)

  • Paraplégico
  • Sobrancelha pontuda

atualmente

  • Calvície, efeito colateral de seu poder (cabelos loiros antes do poder)

PersonalidadeEditar

  • Por ser obcecado pelos seus ideais, pode até usar de subterfúgios pouco éticos para atingi-los mas costuma respeitar a privacidade de pensamento não invadindo a mente de qualquer um.

NOTAS Editar

  • Martin Luther King: Há uma forte comparação entre Xavier e Magneto e o conflito ideológico de Malcon X e Martin Luther King. Tanto Malcon X quanto King representavam a resistência da dignidade negra, mas enquato Luther King procurava a convivência pacífica entre negros e brancos (Professor Xavier), Malcon X era separatista (Magneto). Se a comparação foi proposital não sabemos. O discurso público mais famoso de Luther King é conhecido popularmente como I Have a Dream (Eu Tenho um Sonho), sonho esse muito semelhante ao do nosso Charles Xavier.
  • Yul Brynner: Mas uma inspiração menos conhecida e confirmada pelo Stan Lee no livro Stan Lee: Conversations, foi de que o personagem foi baseado fisicamente pelo ator Yul Brynner, que adotava um visual totalmente careca. Igualzinho, hein?
  • Erro – paraplégico desde criança: Na primeira edição, Xavier diz a Jean que ficou paraplégico na infância. Mas na Uncanny X-Men #9, foi mostrado que ficou paraplégico já na fase adulta.
  • Erro – Mente Eletronica Na edição Uncanny X-Men #9, Charlie Xavier usa sua telepatia para sondar uma bomba criada por Lúcifer. Mas como se a bomba não possui uma mente? Já em Uncanny x-Men #99 o Professor derrota um Sentinela com a sua telepatia, o que é inviável já que robôs -assim como bombas- não possuem mentes. Uma falha muito grave mas nem tanto na época, pois os limites dos poderes do professor ainda não estavam muito definidos.
  • O que sua telepatia faria na edição #999?: Gênese Mortal – Um ótimo caso de acerto na cronologia 30 anos depois! Sim, uma mini serie tão odiada pela maioria dos leitores tem algumas evidencias:
    • Há um diálogo bastante interessante entre Moira e o Professor no começo da edição Fabulosos X-Men #97 de fevereiro de 1976 (!) em que ele diz que não tinha o direito de pedir nenhum favor a ela, não depois do que havia acontecido(…). No entanto nunca ficou claro “o que” havia acontecido, e por um longo tempo os leitores ficaram se perguntando sobre o que eles estavam falando. Ao final do run Chris Claremont e John Byrne, como não teve uma resposta clara a questão, pode se deduzir que estavam falando do filho de Moira MacTaggert, Proteus, que havia sido aprisionado por Xavier (1979). Mas sendo isso, porque temer tanto se abrir com Ciclope e os outros da equipe?
    • Depois de “Gênese Mortal” (2006), pode também se aceitar a possibilidade de Xavier estar se lamentando sobre a equipe que ele formou com a ajuda de Moira, e que morreu ao tentar resgatar os X-Men na Ilha Krakoa. O único problema da teoria é que Moira teria o perdoado muito rapidamente, tocar nesse assunto acho deveria deixa-la irritada.
    • Outra cena que se encaixa com os acontecimentos de Gênese Mortal é da revista de estréia dos Novos Mutantes, Xavier conversando com Moira diz: “Estou cansado de reunir jovens — crianças — de treiná-los apenas para mandá-los a morte. Já tenho sangue demais nas minhas mãos”. Na época, não havia duvida que ele estava se referindo aos X-Men que estavam no Planeta da Ninhada e que Xavier achava que estavam mortos. Mas, depois de Gênese Mortal, o dialogo encaixou como uma luva. Primeiro por falar justo com Moira – a unica que sabia do acontecido, e segundo porque ele falou de treinar crianças para a morte e a segunda geração de X-Men não era tão nova assim.
  • O que são os Illuminati?: Significa literalmente “iluminados” em latim. Na vida real, diversos grupos históricos não relacionados entre si se autodenominaram dessa forma. O mais relevante são os Illuminati da Baviera, que dizem ser uma organização conspiratória que controlaria os assuntos mundiais secretamente.
  • Dança das Cadeiras: Todas as vezes que Xavier voltou a andar:
    • O alien Lúcifer aleija Xavier pela primeira vez muito antes de surgirem os X-Men;
    • Anos depois, Charles é infectado pela Ninhada e escapa da morte quando sua mente é transferida para um corpo sadio clonado pelos Piratas Siderais, voltando, portanto, a andar;
    • O Rei das Sombras esmaga suas pernas (nada a ver com a coluna, o que causou contradição depois!);
    • Xavier volta a andar após os eventos de A Canção do Carrasco (quando ele quase foi morto por Conflyto), mas sabe que isso é apenas um efeito colateral temporário da cura que Apocalipse lhe concedeu. Após o efeito passar, ele volta a usar a cadeira de rodas;
    • Quando Xorn entra para equipe, ele “cura” Xavier – na verdade, ele usou nano-robôs para sustentar a coluna dele. (Mas isso não deveria ter nada a ver, porque agora Charles era paralítico por que o Rei das Sombras esmagou suas pernas, não sua coluna!);
    • Quando Xorn revela ser Magneto que se passava por Xorn se passando por Magneto (entendeu? Eu também não!), ele desativa os nano-robôs e Charles mais uma vez está incapacitado de andar;
    • Após os eventos de Dinastia M, a Feiticeira Escarlate permite a Xavier recobrar o uso das pernas quando a realidade foi restaurada. E esse é o status atual dele
  • Cadeira Flutuante: No início dos anos 90, O professor Charles Xavier utilizou uma cadeira com design bem futurista, que flutuava. Mas em 1986, nas histórias que Byrne escreveu para o Hulk, Banner utilizou rapidamente uma cadeira com design parecido, muito antes de Xavier. Será que essa foi a influencia para a criação da cadeira flutuante? Bruce Banner projetou a cadeira de Xavier?

LINKS Editar

REFERÊNCIASEditar

Notas de RodapéEditar

O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.